Singeperon visita Unidade de Internação Masculina Sentenciada II em apoio aos servidores

0
22

A presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (SINGEPERON), Daihane Gomes, constatou as péssimas condições de trabalho dos Agentes de Segurança Socioeducativos, na Unidade de Internação Masculina Sentenciada II.

O sistema socioeducativo foi desmembrado da secretaria de estado da justiça (Sejus), criando a Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo de Rondônia (FEASE).

Nesta terça-feira (05), um adolescente foi assassinado com requinte de crueldade por outros menores infratores, causando grande transtorno e impacto negativo para a fundação, após o motim e a morte do menor infrator, a presidente Daihane Gomes visitou a Unidade para levar apoio aos servidores, assim como também o assessoramento jurídico.

A visita teve o intuito de evitar que os servidores não sofram sanções criminais e até mesmo administrativos, por simplesmente eles não serem os principais responsáveis pelas irresponsabilidades e omissões por parte do Estado, assim como o defasado e precário efetivo de servidores, superlotação e nenhuma estrutura para esses servidores desenvolverem suas atividades com segurança.

O governo deveria olhar com mais carinho para o sistema socioeducativo, existem menores infratores que são mais perigosos do que os próprios adultos, a prova disso foi esse crime bárbaro que ocorreu, hoje foi um menor, mas poderia ter sido um servidor, pois esses servidores não dispõe de equipamentos e materiais para se proteger e manter sua segurança. Disse Daihane Gomes.

A Diretoria reivindicará junto a Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo de Rondônia (FEASE), para que disponibilize os equipamentos necessários para esses servidores desenvolverem suas atividades com mais segurança, ao menos o armamento não letal, para que eles tenham pelo menos algo para se defender.