Singeperon se reúne com representante do Governo para expor necessidades da categoria

O Singeperon tentou esse primeiro contato para uma conciliação amigável, Infelizmente o governador não compareceu na reunião.

1
592

A presidente do Singeperon, Daihane gomes, juntamente com os diretores Francimar Lopes, Cleiciane Nunes, Gilberto Colman, Glauber Pantoja, juntamente com sua assessoria jurídica e o perito contábil do Singeperon Abrailson, também representando a AASSPEN, Rafsson Marques, estiveram reunidos nesta quarta-feira (25), com o representante do governo do Estado na governadoria, para tratar assuntos de interesse da categoria.

Antes, o Singeperon havia requerido uma reunião com o governador para tratar assuntos correspondentes à ação de dissídio coletivo, ou seja, é instaurado quando não ocorre um acordo na negociação direta entre trabalhadores ou sindicato, e também expor as necessidades dos servidores para se chegar à um consenso, conforme despacho do desembargador Roosevelt Queiroz Costa, ele destacou que o Sindicato e o Estado deveriam chegar à um acordo, pois já houve duas audiências conciliatórias, sendo desnecessária realizar uma terceira.

O Singeperon tentou esse primeiro contato para uma conciliação amigável, Infelizmente o governador não compareceu na reunião, o secretário executivo capitão Marcelo foi quem representou o governador.

A diretoria do Singeperon expôs as reais necessidades dos servidores para o representante do governador, indo direto ao assunto que já é notório por todos, que há anos o Sindicato da categoria vem buscando junto ao governo para que olhe com mais atenção e zelo para os servidores do Sistema Penitenciário, pois até hoje a categoria vem sofrendo pelo descaso do Estado.

Foi exposto sobre o requerimento que o Singeperon já havia solicitado por ofício de N° 081/2018, para a Superintendência de Gestão de Pessoas-SEGEP, sobre os dados financeiros da Secretaria de Estado da Justiça para elaboração do impacto financeiro do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração. O representante do governo disse que não havia sido disponibilizado ainda os dados conforme o sindicato havia solicitado, mas segundo ele, nesta quinta-feira (26) seria disponibilizado.

O Singeperon também já requereu que judiciário revogue a liminar que impediu a greve dos Agentes Penitenciários, visto que, tem se mostrado injusta a liminar que impede a categoria de lutar da única forma que possui por seus direitos, ante a negativa do governo do Estado de negociar melhores condições de trabalho, como incansavelmente tem tentado o Sindicato.

O Sindicato ressaltou que o Estado é recorrente em descumprir ordens judiciais e acordos inclusive firmados, conforme ocorreu nos autos do processo nº 0801616 32.2016.8.88.0000.

O Singeperon está em busca dos caminhos para as mudanças que a categoria tanto deseja, o Sindicato procurou o Estado conforme o despacho do desembargador para que as partes cheguem à um consenso, a presidente lamenta que o governador não se fez presente, porém, o capitão Marcelo se colocou a disposição e que espera que tudo seja resolvido.