Singeperon pede informações à Marcos Rocha sobre custos da intervenção aos cofres público

0
845

O Singeperon protocolou nesta quinta-feira (14), o ofício N° 027/2019, ao governador de Rondônia, Marcos Rocha, pedindo informações quanto aos custos nos cofres público do Estado, referente a intervenção militar nas unidades prisionais de Rondônia.

O Sindicato solicitou informações relativas dos assuntos a seguir;

1- Quais os custos totais da intervenção?

2- Qual o valor despendido a título de aquisição de refeições para a PM/RO, sejam dos profissionais da ativa ou da reserva remunerada?

3- Qual custo pormenorizado (com nome do servidor da reserva remunerada) para a realização dos serviços?

4- Foi requerida alguma suplementação orçamentária (créditos adicionais) pelo comando geral da PM/RO para a manutenção da operação da intervenção? Tal solicitação foi atendida?

5- Retromencionado remanejamento orçamentário foi informado à assembleia legislativa de Rondônia?

6- Citada suplementação era prevista na Lei Orçamentária Anual ?

O Singeperon pediu resposta no prazo legal, ainda que por meio eletrônico, sob as penas da lei e eventual representação por improbidade administrativa. Solicitou ainda que, as repostas seja acompanhadas de peças informativas e íntegra de eventuais procedimentos administrativos.

Veja na íntegra o ofício