Singeperon informa ao diretor do presídio Ênio Pinheiro sobre risco iminente das guaritas

Conforme o relatório, as guaritas da referida unidade apresentam risco iminente à integridade física dos servidores.

0
359

Nesta segunda-feira (08), o Singeperon protocolou ofício junto ao diretor geral do presídio Ênio Pinheiro de Porto Velho, informando que conforme o relatório de vistoria técnica N°014/2018 do Corpo de Bombeiros Militar, as guaritas apresentam sérios riscos a integridade física dos servidores.

Conforme o relatório, as guaritas da referida unidade apresentam risco iminente à integridade física dos servidores e de qualquer pessoa que acessar a parte interior das mesmas. Ainda conforme o Laudo, as guaritas devem ser interditadas, pois necessitam de reparos urgentes.

O Singeperon frisou para o diretor da unidade que, caso entenda que os servidores devam utilizar as guaritas antes da realização da vistoria do Corpo de Bombeiros, que seja emitida ordem escrita, neste sentido, para que eventualmente possa ser apurada a responsabilidade em caso de qualquer sinistro.

Confira na íntegra o ofício