Secretária da Sejus cria Associação de Proteção e Assistência ao Condenado

0
646

A Secretária da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), Etelvina Rocha, criou o grupo de trabalho, com objetivo de ampliar no Estado de Rondônia, o número de estabelecimentos que utilizam a metodologia da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado – APAC.

O QUE É APAC?

É a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) é uma entidade civil de direito privado, com personalidade jurídica própria, dedicada à recuperação e à reintegração social dos condenados a penas privativas de liberdade.

QUAL A META DA APAC?

Ela defende um modelo de prisão sem policiais e sem armas, onde os detentos não usam uniforme. Ter uma cama individual e comida digna. E o número de ocupantes não ultrapassar de 200%, tendo a intenção de recuperação como seres humanos e como cidadãos construtivos na sociedade, tanto é que, não se referem a eles como detentos, mas como recuperandos.

COMO FUNCIONA A APAC?

No modelo Apac, a segurança do presídio é realizada pelos próprios presos. Os servidores ou funcionários devem andar desarmados e não há câmeras. Ou seja, os próprios presos são responsáveis pelo presídio.

Em meio ao caos no Sistema Penitenciário, onde servidores lutam por melhorias e condições de trabalho, sem serem perseguidos e humilhados, a secretária de justiça juntamente com o Governo buscam mordomias e regalias para os presos que tanto fizeram mal à sociedade, como; Estupradores de crianças, homicidas dentre outros presidiários perigosos, e como fica a vítima desses delinquentes? Prisão foi feita para se pagar a pena, não para terem mordomias e ainda ter a chave da cadeia, sendo os próprios presos mandantes do presídio.

O Singeperon lamenta que as atuações da Secretária estejam somente em favor de apenados, em relação ao bem estar e valorização dos servidores não se ver essas idéias.

Confira abaixo na íntegra a portaria da Secretária