Nota informativa sobre reintegração de posse de lotes dentro da sede do Singeperon 

0
515

No ano de 1998, a Igreja Cristo Vive ajuizou ação de reintegração de posse contra o sindicato (processo n. 001.1998.000863-9), afirmando ser a proprietária de dois lotes de terra, que totalizava 17x60metros, localizados à direita do campo de futebol, apresentando em comprovação da propriedade as certidões de registro dos imóveis, sendo reconhecido por sentença em 2001 o direito da igreja sobre os terrenos.

Após a sentença, o sindicato construiu nos lotes pertencentes a igreja uma piscina e um poço artesiano, e em 2015, a igreja, alegando que foi impedida de fazer uso dos terrenos, entrou com nova ação (proc. n. 7012813-26.2015.8.22.0001), sendo prolatada nova sentença em 2017, determinando que o sindicato desocupasse o local.

A entidade apresentou recurso contra a decisão nas instancias superiores (TJ/RO e STJ), porém, a sentença favorável a igreja foi mantida.

Assim, tendo esgotadas todas as possibilidades de manter a posse dos lotes, o sindicato terá que cumprir a decisão judicial, desocupando e aterrando a piscina e o poço que construiu.

Conforme provas que constam no processo, trata-se de situação que já deveria ter sido resolvida muitos anos atrás, com a devolução ou aquisição dos lotes, sendo um desperdício financeiro a construção de benfeitorias em local onde anteriormente houve reconhecimento judicial de que não pertencia ao sindicato e que a segunda decisão judicial declarou que foi construído de má fé.

Importante frisar que, esta diretoria administrativa atual, tendo compromisso com o sindicato e seus filiados, vem trabalhando para regularizar a situação financeira e administrativa, além de investir em melhorias estruturais, já tendo iniciado as obras de construção do futuro parque aquático, com recursos próprios, sem comprometer os demais compromissos assumidos.