Nota do Singeperon sobre reuniões na Casa Civil

0
856

Sobre as duas reuniões que tivemos na Casa Civil, a primeira na última sexta-feira (26) e a segunda nesta terça-feira (30), cabe esclarecer que o Singeperon é ciente que o maior avanço que podemos ter – após anos de sucessivos acordos e tratativas frustradas – é quando acontecer uma ação concreta e efetiva por parte do Governo, cumprindo os acordos firmados conosco, que dizem respeito aos nossos direitos.

Contudo, reconhecemos que essas reuniões podem ser vistas como positivas, no sentido de uma possível abertura de porta para o estabelecimento do diálogo entre o Estado e o Sindicato, que não vinha existindo nessa atual gestão estadual. Ainda tendo ocorrido um arranhamento na relação com o Singeperon, após o afastamento da Sejus da negociação que vinha sendo mediada pelo Tribunal de Justiça.

Não podemos deixar de reconhecer a boa vontade demonstrada pelo chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, mirando a construção do diálogo. Também agradecemos aos representantes do Parlamento, deputados Anderson Pereira e Jair Montes, pela participação.

Fica claro que, embora na reunião desta terça-feira houve um pedido para que a nossa classe abortasse a “Operação Legalidade”, a presidente do Singeperon, Daihane Gomes, foi contundente, diante de todos os presentes, ao afirmar que qualquer decisão deve ser tomada pela categoria, mantendo sua postura de respeito à decisão coletiva da classe.

Lembrando que a “Operação Legalidade” foi deliberada pela categoria, durantes as assembleias itinerantes realizadas em Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena, Rolim de Moura e São Miguel, que reuniram os filiados em suas respectivas regiões, ao longo de toda a semana passada.

Entendemos que Sindicato forte luta junto com a categoria, e decide juntos! Com os pés no chão, e sem se levar à ilusões. E com a esperança que ainda nos resta e a confiança sobretudo em Deus, cremos na justiça, e que haveremos de obter a conquista real e concreta por nossas famílias.

Diretoria do Singeperon