Filiados aprovam auditoria nas contas de gestões anteriores do Singeperon

0
257

Filiados aprovaram uma auditoria nas contas do Sindicato dos Policiais Penais e Agentes de Segurança Socioeducativos do Estado de Rondônia (Singeperon), nas gestões passadas, à fim de se apurar supostas irregularidades. Se reuniram em Assembleia Geral Extraordinária realizada na segunda-feira (09) em Porto Velho, na sede do sindicato.

Na ocasião, foi consenso entre todos uma nova revisão do Estatuto Social do Singeperon, com vista numa maior transparência da gestão sindical. A diretoria colheu as sugestões para as eventuais mudanças a serem apresentadas na próxima assembleia. O primeiro Estatuto passou a existir em 1990, com o registro sindical. Em 2001 foi realizada a primeira revisão e alteração. Depois, foram realizadas sucessivas alterações: em 2011,  2012, 2013 e 2014 (nas gestões de Anderson Pereira).

A diretoria defende que uma nova revisão se faz necessária para resguardar ainda mais o patrimônio da classe, que é a instituição sindical, bem como os direitos dos filiados à transparência. Lembrando que pela primeira vez na história do sindicato o processo de alteração estatutária ocorre com a participação direta e soberana da classe – o que vem sendo uma das marcas dessa atual gestão.

Ainda foi deliberado sobre ações judiciais em curso, propostas de ações coletivas (sem parcelas; apenas com 20% do Retroativo sem mais nenhum ônus – inclusive os 2% para a estrutura do sindicato já estará incorporado nesses 20%), além da mudança da nomenclatura do sindicato, necessária após a transformação dos agentes penitenciários em policiais penais, e dos socioeducadores em agentes de segurança socioeducativos.

Os filiados decidiram sobre o cancelamento da ação judicial que visava desconto na folha de pagamento do servidor, referente ao imposto sindical obrigatório anual, impetrada pelo advogado da gestão anterior. A proposta, que foi apresentada pela diretoria, foi aprovada por unanimidade pela classe.

Os filiados também aprovaram a reestruturação da sede administrativa e social do Singeperon, na capital, com construção de área de lazer, com piscina, quiosques e outras opções para os filiados e familiares, com recursos próprios do sindicato.

Fonte: Assessoria