O SINGEPERON passa a oferecer atendimentos psicológicos à todos os filiados, uma de nossas prioridades sempre foi dar condições para que todos os profissionais possam atuar em suas áreas, com o maior apoio possível, quanto mais neste momento de crise, temos que vislumbrar todas as possibilidades de suporte.

Os cuidados cotidianos com a saúde física e mental dos servidores que atuam no Sistema Penitenciário e Socioeducativo de Rondônia, é indispensável ao bom desenvolvimento e à segurança de suas atividades. Por conta disso, o SINGEPERON tem desenvolvido parcerias e projetos que possibilitem aos servidores a manter os cuidados com a saúde.

Bem-estar e saúde do servidor

A Organização Mundial de Saúde – OMS, define saúde não apenas como a ausência de doença, mas como a situação de perfeito bem-estar físico, psíquico e social.

Do ponto de vista da saúde mental, o espaço de trabalho deve abarcar condições psicológicas e sociológicas benéficas que atuem de forma positiva no comportamento das pessoas.

A gravidade dos problemas psicológicos

Uma pesquisa divulgada no ano de 2019 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontou que 15,6% dos servidores públicos que trabalham na área da segurança, já tiveram algum tipo de distúrbio psicológico detectado por conta do trabalho. Levando em consideração que o país tem um efetivo aproximados de 700 mil agentes da lei, aproximadamente 109 mil são afetados por ano.

Os problemas mais comuns tem relação com depressão, dependência química e síndrome do pânico. Quando o transtorno é considerado leve, esses servidores são colocados em áreas administrativas e quando mais graves, são afastados de suas funções e direcionados a passar por tratamento.

Agendamento

Serão contemplados tanto os servidores da capital como do interior do Estado, os interessados terão que realizar agendamento com a Sílvia – Secretária geral, no telefone: 99224-5932.